sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Caixa de transporte - um item essencial

A única maneira segura de transportar um gato de um local para outro é dentro de uma caixa de transporte. Você já tentou segurar um gato assustado? Eu já, dentro de casa e ganhei um belo rasgo na boca! Fui tirar meu Toy do banheiro, antes que o pedreiro entrasse, mas ele se assustou com o “humano desconhecido”, escalou (literalmente) meu rosto e fugiu sozinho para outro cômodo. Eu fiquei com a boca sangrando e o pedreiro, provavelmente, achando que gatos são criaturas demoníacas. Agora, imagine a mesma situação no meio da rua! Possuir uma caixa de transporte segura é tão essencial quanto telar janelas e muros ou castrar. Mesmo que seu veterinário de confiança atenda em domicílio você precisa ter uma caixa de transporte para casos de emergência. É um item que faz parte (ou deveria fazer) do "enxoval" básico a ser adquirido quando se decide criar um gato. Não é "apenas" uma questão de responsabilidade, mas de lógica.

Em clínicas veterinárias já vi pessoas carregarem seus bichanos das formas mais bizarras: enrolados em toalhas, dentro de caixas de papelão, mochilas, em carrinhos de feira e até dentro de uma gaiola de passarinho (juro)! E depois vão embora andando calmamente entre ruas movimentadíssimas e perigosas. Me choca ver a falta de responsabilidade das pessoas, que arriscam a vida de seus "amados" por tão pouco (menos de 50 reais, para ser exata!). Em campanhas de vacinação, por exemplo, são comuns fugas de gatos (conheço vários casos, infelizmente). Gatos se estressam por qualquer motivo, numa situação dessas, longe de seus territórios, no meio de pessoas estranhas, cães latindo, mil sons desconhecidos, é óbvio que vão entrar em pânico e fugir na primeira oportunidade!

Outro grande erro é levar gatos soltos dentro de carros. Mesmo que seu bichano tenha um comportamento atípico e seja um lord, é perigoso transportá-lo fora de uma caixa própria. Solto no carro ele pode distrair o motorista ou se meter entre os pedais. Num acidente pode sofrer lesões sérias ou ser jogado pela janela. Com a caixa de transporte você pode usar o cinto de segurança para fixá-la no banco e proteger a vida do seu animal de estimação e a sua também!

Quando adotamos nossa primeira gata, há mais de 12 anos, não sabíamos nada sobre felinos domésticos e não tínhamos acesso à internet (ou seja, informação zero!), mas ao entrarmos numa loja de ração, vimos uma caixa de transporte pela primeira vez e “tico e teco” se conectaram imediatamente! Voltamos para casa com o pior modelo, é verdade, uma caixa de madeira vagabundinha com um fecho não muito confiável, mas que durou muitos anos. Apesar disso, eu não recomendo, as melhores são as de plástico com porta de metal e trava de segurança (como a da foto). São mais fáceis de limpar e MUITO duráveis (podem durar a vida toda do seu gato, se você for cuidadoso). Os preços variam de 30 a mais de 70 reais.
---
Artigo relacionado: aprenda a minimizar o estresse da ida ao veterinário e o medo da caixa de transporte: "Gato: Fim do medo do veterinário"

4 comentários:

Nati - Mãe Cão Mãe Gato disse...

Q Lindo o blog! Parabéns!
Um abraço, Natalia

Cass disse...

Obrigada. :))

Van disse...

Concordo. Emergências nos pegam de surpresa. Aqui mesmo tenho uma grande e três pequenas, mas o número de gatos aumentou, então terei de comprar mais caixas pra garantir que todos tenham um espaço numa situação precisa.Não gosto nem de pensar em casos trágicos como incêndios, vazamento de gás, enchentes... complicado.

Cass disse...

Eu tb não gosto nem de pensar nisso. Não sei como faria para carregar tantas caixas. :P

Essa semana eu precisei levar um dos meus gatos ao vet e de repente entrou uma marmota na clínica com um persa-lata no colo. Eu revirei os olhos de raiva. Ô gente sem noção!