domingo, 24 de janeiro de 2010

Você está pronto para adotar um gato?

Se encantar por um bichano é fácil, mas será que você está realmente preparado para assumir a responsabilidade?

Perguntas que você deveria responder antes de tomar a decisão:

Por que você quer um gato?
Seu amigo tem um extremamente carinhoso e você acha que todos serão "clones" daquele? Seus filhos insistem em ter um? Apesar de já ter mais gatos do que deveria ou ter o que seu orçamento comporta, você viu um gato "maravilhoso, da "cor certa", surtou e resolveu aumentar a família sem pensar nas consequências? E se o gato adotado não gostar de colo e não for "clone daquele"? Quem você acha que vai cuidar e pagar as despesas do animal de estimação, você ou seus filhos? E se o gato da "cor certa" desenvolver alguma doença crônica ou não se tornar "melhor amigo" dos seus outros animais?

Você tem tempo para cuidar de um gato?
Eles precisam de cuidados diários (alimentação, água e areia limpas, escovação, brincadeiras e carinho) e eventuais idas ao veterinário. Falta de tempo e cansaço nunca devem ser usados como desculpa para negligenciar essas OBRIGAÇÕES.

Você pode sustentar um gato?
Ração de qualidade, areia decente (em quantidade decente!), gastos com segurança (telas em TODAS as janelas ou muros/portões), consultas com veterinários competentes, vacinas "éticas" (aquelas acondicionadas de forma correta e aplicadas por veterinários e não compradas em casa de ração e aplicadas por leigos), castração, eventuais medicamentos, brinquedos, caixas de transporte e todos os apetrechos necessários (potes de comida e água, bandeja sanitária, pá, escova, etc). Sem contar possíveis cirurgias, exames e internações.

Você está preparado para as "dores-de-cabeça" que criar um gato pode trazer?
Infestação de pulgas, móveis destruídos, objetos quebrados, eventuais problemas com urina e fezes fora do lugar, pelos nas roupas (pelos, pelos e mais pelos!), vômitos, emergências inesperadas, gastos altíssimos com veterinário, etc.

É permitido ter animais onde você mora?
Muitos senhorios ou condomínios não permitem animais. Mesmo que a lei esteja ao seu lado na maioria das situações, você tem certeza que está disposto a "comprar a briga"?

É a melhor hora para adotar um gato?
Sua vida é estável o suficiente? Você tem emprego fixo? Corre o risco de não ter onde morar? De ter que morar com parentes que não suportam gatos? Tem planos de morar fora do país? Viaja com frequência?

Sua casa e estilo de vida são adequados para o animal que você quer adotar?
O fato de o gato ser um animal de "pequeno porte" não é o único detalhe a ser levado em conta. Um filhote superativo não é indicado para conviver com crianças muito novas ou idosos, por exemplo. Um bebê gato não é a melhor escolha para alguém que passa várias horas fora de casa, pois é mais frágil e necessita de cuidados constantes.

Você pretende ser um proprietário responsável?
Criar seus gatos sem acesso à rua, telar TODAS as janelas do apartamento (não importando o andar!), nunca tirar seu gato de casa sem que esteja dentro de uma caixa de transporte adequada, fornecer atendimento veterinário SEMPRE que necessário, castrar e nunca abandonar o animal que decidiu criar. Sem esquecer que carinho, cuidados diários e brincadeiras fazem parte do "pacote".

Você já pensou em quem cuidará do seu gato nas férias?
Hotéis para pets são caros e geram um estresse enorme para os bichanos. Levar o animal na viagem só deve ser cogitado se o local for realmente "à prova de fugas" (ou quedas, no caso de apartamentos). Se optar por deixar o gato em casa, será que a pessoa "de confiança" irá realmente limpar a areia, trocar a água e encher o pote de ração diariamente?

Você está preparado para cuidar de um animal por toda a sua vida?
Lembre-se de que gatos podem viver mais de 20 anos! Filhotes são fofos, mas não permanecem "fofos" a vida inteira. Eles crescem, envelhecem e adoecem (não nesta ordem, necessariamente). Animais idosos dão trabalho e geram muito mais despesas. E mesmo filhotes ou adultos podem desenvolver doenças crônicas que demandam o dobro de cuidados e mais que o triplo de gastos. Adotar um animal é um compromisso a longo prazo. Pense nisso!
---
Baseado no texto: The Adoption Process: Questions to Ask Yourself

.................................................................................
Gostou do texto e das imagens, resolveu copiar e postar em outro lugar? Seja civilizado e cite a fonte. Não deixe de ler: Lincença de uso 

2 comentários:

Patricia Henrique disse...

Adorei! Com certeza, temos muito mais a acrescentar como por exemplo: vc mora com seus pais? Eles sabem que vc quer adotar um gato e aceitam a adoção? É realmente para vc o gato ou dará de presente-supresa para algum namorado/namorido/apaixonido??? Vc tem família retrógrada e retardada que acha que os gatos trarão doenças a filhos que vc tem ou terá e, mais importante, vc tem ciência do inferno que será cada vez q eles forem a sua casa e, vc não dá a minima importancia a isso ou, é do tipo que faz tudo o que a família fala?
Podem parecer coisas idiotas mas, já vimos que a inteligência tem limite mas, a ignorância não!!!

Cass disse...

Não, não são nada idiotas. Para a ignorância não há limites mesmo, você está certa! :)